Devaneios ciclísticos

O cidadão, pessoa comum, trabalhador estressado, vive o seu dia a dia a dia como a maior parte dos habitantes da cidade, mas resolve mudar. …
1º etapa– Sem carro Resolve deixar o carro na garagem a ir pedalando para o trabalho. Desta maneira da um grande passo para a mudança e melhoria da qualidade de vida.
2º etapa– sem cuecas Habituado a pedalar para todos os locais próximos onde precisa ir, melhora o condicionamento físico. Sofre com a falta de espaço nas ruas para pedalar, mas também sofre com a atrito e as assaduras. Assim resolve utilizar bermuda de ciclista com forro, em baixo da calça, ou bermuda, que utiliza para estar melhor apresentado. Desta forma utilizando bermuda de ciclista não utiliza mais cuecas. Agora já esta sem carro e sem cuecas.
3º etapa– sem stress Resultado do exercício físico, do ganho de tempo na locomoção já que não fica preso nos engarrafamentos, agora está sem stress.
4º etapa– sem sapatos Utilizando a bicicleta para quase tudo, começa a pedalar com pedais clip, utilizando sapatilhas tipo tênis. Desta forma não utiliza sapatos, ao menos durante as pedaladas.
5º etapa– sem câmbios Acostumado a pedalar em vários tipos de bicicletas, resolve pesquisar novos modelos e experimenta novas opções. Também faz muitos amigos e participa de pedaladas noturnas em grupo, eventos de finais de semana. Resolve testar algo antigo, mas com aparência de ser bem radical. Uma bicicleta com pinha fixa. Bicicleta pinha fixa não tem câmbios e chega a quarta fase- sem câmbios.
6º etapa– sem freios Acostumado com o novo modelo, a cada dia mais viciado em bikes e aficionado as bikes com pinha fixa está se acostumando a parar sem usar os freios. Faz isto utilizando a força das pernas para reduzir a velocidade da bicicleta, nas esquinas, paradas e na descida. Assim resolve testar a sua bicicleta pinha  sem os freios. Agora está mais completo do que nunca: está sem carro, sem cuecas, sem stress,  sem sapatos, sem câmbios e sem freio.
Falta  ficar sem chaves, mas onde vai é obrigado a chavear a bicicleta. Quem sabe em alguma praia de nudismo ele consiga ficar também sem roupas
Obs: Texto bacana, por isso publicado.

Deixe um comentário

Arquivado em anel do rodo, bicicletada, bicycles

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s